ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 05/03/2021

Criminosos armados fazem funcionários reféns e roubam agência em Pindorama (SP)


(Foto: Gazeta do Interior)


Uma agência do Bradesco foi invadida por criminosos na manhã desta sexta-feira (5), em Pindorama (SP), momentos antes de ser aberta ao público.

De acordo com informações da Polícia Militar, assaltantes armados adentraram a agência, localizada no centro da cidade, renderam os funcionários e os mantiveram reféns no interior do local.

Nenhum funcionário ficou ferido na ação e a agência permanecerá fechada.

Os criminosos fugiram em seguida, levando as imagens registradas pelas câmeras de segurança.

O Helicóptero Água da Polícia Militar sobrevoa a região na tentativa de capturar os criminosos.

Os dirigentes do Sindicato dos Bancários de Catanduva e Região, Júlio César Trigo e Sérgio de Castro Ribeiro (Chimbica) estiveram na agência para garantir a integridade física e psicológica dos funcionários. O Sindicato também entrou em contato com o Relações Sindicais do banco para solicitar a emissão de CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho).

“Os trabalhadores estão muito abalados com o ocorrido. Os danos psicológicos causados por uma situação como esta podem produzir reflexos para a vida toda. Neste momento, nossa principal preocupação são os bancários, clientes e usuários. Temos um compromisso com a segurança desses trabalhadores. Vamos continuar acompanhando a situação dos funcionários envolvidos e as medidas que o banco vai tomar em relação a saúde e bem-estar dos mesmos”, enfatizou Trigo.

Mais um caso

Na madrugada de hoje (5), outras duas unidades bancárias foram assaltadas na região. Ladrões explodiram caixas eletrônicos das agências do Banco do Brasil e do Bradesco em Fernando Prestes.

Depois que a quadrilha fugiu, uma banana de dinamite foi deixada em uma das agências e o entorno foi isolado pela Polícia Militar até a chegada do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate). Não houve funcionários feridos.

Os bancos informaram que não haverá atendimento ao público ao menos nesta sexta-feira devido aos ataques. Os clientes devem procurar atendimento em outras agências da região.

A luta por mais segurança é pauta constante do Sindicato. A categoria sofre diariamente com o risco de sequestros, assaltos e explosões nas agências. Mesmo assim, banqueiros não avançam com investimentos nesta área.

“Existem tecnologias cada vez mais sofisticadas no quesito segurança bancária, com o intuito de coibir roubos e outros tipos de violência. Nós acreditamos que, se os bancos investissem em segurança, isso diminuiria. Existem alguns dispositivos que poderiam ser implantados, mas parece que os bancos não têm esse interesse. Veem isso como custo, não como investimento”, destacou Trigo.

Na visão do dirigente, o Governo do Estado também precisa reforçar o policiamento nas pequenas cidades do interior, uma vez que elas se tornaram alvos preferenciais dos bandidos – exatamente por não oferecer qualquer resistência policial. “Ao contrário, o governo está sucateando e reduzindo o efetivo da PM. Os trabalhadores e a população, que já sofrem com a situação caótica em decorrência da pandemia, padecem também com a falta de ações de políticas públicas pelos órgãos competentes", criticou. 

Na tarde de ontem, quinta-feira (4), o Sindicato participou junto à Contraf-CUT de reunião sobre segurança bancária para debater soluções efetivas que garantam a vida e a integridade dos bancários e clientes.

A Convenção Coletiva de Trabalho da categoria assegura que, no caso de assaltos, todos devem ter garantido o direito a atendimento médico e psicológico. Além disso, é obrigação do banco emitir a CAT a todos os trabalhadores que foram vítimas de assalto.

CAT - A Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) é um documento que serve para reconhecer um acidente de trabalho ou uma doença ocupacional. É obrigação do empregador emitir o documento, imprescindível para dar entrada em pedidos de afastamento pelo INSS. Caso a empresa se negue, o trabalhador pode requisitá-lo nos centros de referência em saúde do trabalhador ou no Sindicato através do número (17) 3522-2409.

 



Fonte: Seeb Catanduva
MAIS NOTÍCIAS
« voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 avançar »
TOPO