ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 09/10/2020

Contraf-CUT, federações e sindicatos lançam campanha em defesa do Banco do Brasil



O Sindicato dos Bancários de Catanduva e Região, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), demais sindicatos e federações de bancários lançam na próxima terça-feira (13) a campanha nacional “O bom do BB é…” para mostrar a importância do Banco do Brasil e denunciar os ataques que o banco vem sofrendo, com o objetivo de privatizá-lo.

“Queremos destacar a importância do Banco do Brasil enquanto banco público para a inclusão social, para o atendimento bancário da população e para o desenvolvimento econômico do país”, explicou o coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), João Fukunaga.

“O BB é o primeiro banco do país. Completa 212 anos no dia 12. E sua história se mistura com o desenvolvimento do país, com a criação da Petrobras, da Vale (do Rio do Doce), enfim, com o processo de industrialização e de desenvolvimento regional, da educação, e das políticas públicas de cunho socioeconômico. O BB foi importante para o crescimento do país e é importante para que a gente consiga superar o difícil momento que estamos vivendo”, completou.

"Nossa luta é em defesa de um dos principais patrimônios brasileiros. Os bancos públicos têm um papel diferenciado dos demais, eles são encarregados de executar políticas que garantam crescimento e desenvolvimento ao país. Com o desmonte do BB, programas fundamentais nas áreas de habitação, saneamento básico, educação, crédito agrícola ficarão ameaçados”, reforça Roberto Carlos Vicentim, presidente do Sindicato.

Somente em Catanduva, de acordo com dados do Banco Central, o Banco do Brasil é responsável por cerca de 30% de todo crédito bancário disponível no município, com uma carteira de mais de R$ 300 milhões. É responsável, ainda, por mais de R$ 40 milhões investidos em financiamentos imobiliários e mais de R$ 80 milhões em crédito destinado à agricultura e pecuária, o que corresponde a quase 60% de todo o crédito rural ofertado.

"Com a defesa do BB, nossa mobilização se estende à valorização dos empregados, contra o fechamento de agências, redução de funcionários, extinção de departamentos e de programas sociais, entre outras medidas que precarizam o atendimento e colocam em risco a função social do banco no combate à desigualdade", acrescenta Vicentim.

“É importante conversar com toda a população para divulgar informações que não são transmitidas pela grande mídia e conscientizar sobre a necessidade de ampliação da resistência, com mobilizações constantes em defesa do BB, seja nos locais de trabalho ou nas ruas. O governo Bolsonaro está tentando transmitir a ideia de que as empresas públicas são ineficientes. No entanto, é inegável o papel essencial que o Estado desempenha no desenvolvimento do país, e a própria pandemia de Covid-19 veio para salientar ainda mais essa importância. Junte-se a nós na defesa BB e faça sua parte nessa luta fundamental para a categoria bancária e toda sociedade!", conclama o presidente do Sindicato.

A campanha

A campanha será lançada na terça-feira (13), no primeiro dia do Seminário “O Bom do BB é construir o Brasil, com você – Banco do Brasil, há 212 anos de parabéns”, que será transmitido ao vivo (live) pelas redes sociais (Facebook e Youtube) da Contraf-CUT e retransmitido por outras entidades que fazem parte da campanha.

“Até sexta-feira (16) a campanha se desenvolverá de forma mais intensa e após isso as entidades sindicais e associações de funcionários darão continuidade às ações, sob orientação e coordenação da Contraf-CUT, por meio da CEBB. Nossa intenção é buscar a interação da sociedade e o apoio de personalidades de nossa sociedade, seja no meio político, seja artístico e social”, explicou o presidente do Sindicato dos Bancários de Brasília e Região, Kleytton Morais, que é funcionário do Banco do Brasil e faz parte da equipe de coordenação da campanha.

Kleytton disse, ainda, que após a primeira semana, a campanha se ampliará e ganhará em caráter de defesa permanente do Banco do Brasil e de sua importância para as micros e pequenas empresas, para a agropecuária, para a educação, enfim para o desenvolvimento do país, principalmente nas regiões para as quais os bancos privados não dão tanta importância.

Cronograma de atividades

8/10 – Divulgação da campanha
12/10 – Aniversário de 212 anos do banco (sindicatos podem fazer contato com a imprensa e divulgar vídeos de personalidades em defesa do BB)
13 e 14/10 – Seminário “O Bom do BB é construir o Brasil, com você – Banco do Brasil 212 anos”
13/10, às 19h – Banco do Brasil, há 212 anos um instrumento de
inclusão, desenvolvimento econômico e soberania nacional
14/10, às 19h – Denúncia e atuação contra a agenda de desmonte e
privatização do Governo Bolsonaro contra o BB
15/10, às 11h – Tuitaço em defesa do banco
16/10, às 19h – Show-live com Zélia Duncan

A partir de 17/10, disseminar a campanha nas bases e articular apoio social



Fonte: Contraf-CUT, com edição de Seeb Catanduva
MAIS NOTÍCIAS
« voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 avançar »
TOPO