ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 16/09/2020

Com trabalhadores exaustos, Caixa Federal segue abrindo as agências aos sábados



Empregados esgotados pela jornada extenuante de trabalho. Esse é o sintoma predominante dos trabalhadores da Caixa que vêm atuando aos sábados. Mesmo com a reivindicação para suspender a abertura das agências, a Caixa segue com o calendário. As entidades representativas dos bancários criticam a manutenção dessa medida, uma vez que as filas nas agências reduziram consideravelmente. A Caixa também assumiu, em mesa de negociação, o compromisso de empenhar-se para excluir da portaria o calendário de sábado e, para o momento, trabalhar ao menos sábado alternativamente, mas não está cumprindo.

No último dia 12 de setembro, 770 agências abriram em todo país, das 8h às 12h. O atendimento foi feito para os beneficiários do Auxílio Emergencial e do Saque Emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Para o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sergio Takemoto, a Caixa precisa ouvir os empregados. Foram eles que fizeram o pagamento do auxílio emergencial e os saques do FGTS para mais de 100 milhões de brasileiros. "Há tempos que o movimento sindical vem questionando a necessidade das agências continuarem abrindo aos sábados. As demandas diminuíram e os dias úteis estão sendo suficiente para atender à população", afirmou.

O assunto também foi pauta frequente na mesa de negociação da Campanha Salarial 2020. Segundo a Coordenadora da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa) e secretária de cultura da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT), Fabiana Uehara Proscholdt, a Caixa tem que avançar no que foi debatido em mesa. "O banco disse durante as negociações que trabalharia junto ao governo para alterar a portaria que consequentemente extinguiria o trabalho aos sábados e disse também que a princípio isso poderia ser de forma alternada. Vemos que isso não está acontecendo. E os colegas cada vez mais cansados", afirmou.

Membro do CEE/Caixa e Federação dos Trabalhadores em Instituições Financeiras de Santa Catarina (FETRAFI-SC), Edson Heemann, ressaltou que o fim da abertura aos sábados é uma reivindicação de toda a categoria. "Os empregados estão relatando a falta do revezamento entre os trabalhadores ou agências e que todos estão muito esgotados. Além disso, os gerentes gerais têm sido chamados para atuar em outras unidades, porém sem qualquer tipo de remuneração ou compensação do dia trabalhado", afirmou.

Durante a negociação da Campanha Salarial 2020, a Caixa informou que o pedido está em avalição e o objetivo é adequar as próximas portarias para que não haja a abertura. Até esse momento, a intenção é trabalhar alternadamente até excluir a portaria.

"A abertura das agências aos sábados é mais um desrespeito do governo e da direção da Caixa aos trabalhadores que estão na linha de frente do atendimento à população e cumprem com orgulho o papel social que o banco público desempenha. Foram os empregados da Caixa que atenderam aos mais de 50 milhões de brasileiros que necessitam do auxílio emergencial neste cenário de pandemia da Covid-19, mesmo com a redução de pessoal dos últimos cinco anos e o quadro de precarização que o banco impõe aos empregados, correndo riscos de contaminação e sofrendo com a sobrecarga de trabalho de segunda à sexta-feira. A Caixa deveria valorizar o empenho desses trabalhadores e não colocá-los ainda mais em risco também aos finais de semana", ressalta o diretor do Sindicato dos Bancários de Catanduva e Região, Antônio Júlio Gonçalves Neto. 

O diretor também orienta aos empregados que, caso tenham sido convocados para trabalhar aos sábados sem o devido pagamento das horas extras ou sofrido qualquer outro tipo de abuso pelo banco, entre em contato com o Sindicato.

O Seeb Catanduva está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

> Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? CLIQUE AQUI e denuncie. O sigilo é absoluto.

> Você pode entrar em contato diretamente com um de nossos diretores através de seus contatos pessoais. Confira: Roberto Vicentim - (17) 99135-3215, Júlio Trigo - (17) 99191-6750, Antônio Júlio Gonçalves Neto (Tony) - (17) 99141-0844, Sérgio L. De Castro Ribeiro (Chimbica) - (17) 99707-1017, Luiz Eduardo Campolungo - (17) 99136-7822 e Luiz César de Freitas (Alemão) - (11) 99145-5186

> Redes Sociais: nossos canais no Facebook e Instagram estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

> Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa linha de transmissão no WhatsApp. Adicione o número (17) 99259-1987 nos seus contatos e envia uma mensagem informando seu nome, banco e cidade em que trabalha.
 



Fonte: Fenae, com edição de Seeb Catanduva
MAIS NOTÍCIAS
« voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 avançar »
TOPO