ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 02/09/2020

Conquista da categoria: em 2021, licença-paternidade será de 28 dias no Santander


(Imagem: skalekar1992/Pixabay)

 
A partir de janeiro de 2021, a licença-paternidade no Santander será de 28 dias. A medida vai ao encontro de uma pauta histórica do movimento sindical, a licença parental de seis meses tanto para o pai quanto para a mãe. Na Campanha Nacional dos Bancários de 2016, a categoria conquistou a ampliação da licença-paternidade para 20 dias, nos termos da Lei 13.257, promulgada pela ex-presidenta Dilma Rousseff. 

Embora a licença parental de seis meses para ambos os pais ainda esteja distante, o movimento sindical reconhece e valoriza esta orientação global do grupo Santander, acatada pela operação brasileira. A ampliação da licença-paternidade de 5 para 20 dias, conquistada em 2016, nos termos previstos na lei 13.257, já representou um importante passo na luta pela paternidade responsável e relações compartilhadas. Agora, no Santander, são 28 dias.

"A ampliação da licença paternidade é uma conquista muito importante para os pais e para as mães. É uma reivindicação antiga do movimento sindical, para que os bancários possam ficam mais tempo com seu filho, logo após o nascimento, além se ser  um importante direito da criança. Continuaremos mobilizados e empenhados na luta para que seja ampliada ainda mais”, ressalta o secretário geral do Sindicato dos Bancários de Catanduva e Região, Júlio César Trigo.

O diretor informa, ainda, que para fazer jus à licença-paternidade de 28 dias o bancário deve concluir curso de paternidade responsável. O curso, além de pré-requisito obrigatório para a ampliação da licença-paternidade, é uma oportunidade de enriquecer ainda mais o convívio entre o pai e o futuro filho, compartilhando as responsabilidades e fortalecendo vínculos afetivos. 



Fonte: Seeb SP, com edição de Seeb Catanduva
MAIS NOTÍCIAS
« voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 avançar »
TOPO