ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 29/08/2020

Participe da Consulta Assemblear. Sindicato orienta pela aprovação das propostas



 
O Sindicato de Catanduva e Região convoca todos os bancári@s de sua base territorial para a consulta assemblear, que irá deliberar sobre a proposta apresentada na mesa única de negociação por parte da Comissão de Bancos coordenada pela FENABAN para a renovação das Convenções Coletivas de Trabalho, bem como, sobre as propostas apresentadas pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal para renovação dos seus Acordos Coletivos de Trabalho Aditivos.

A votação ocorrerá pelo link https://bancarios.votabem.com.br/  no período das 20:00 horas deste domingo, dia 30/08/2020, até às 23:59 horas do dia 31/08/2020 (segunda-feira). A orientação do Comando Nacional d@s Bancári@s e do Sindicato é pela aceitação das propostas.

Os bancos iniciaram as negociações querendo impor cortes de direitos e nos rendimentos da categoria, que teriam perdas no poder aquisitivo devido à corrosão de seus salários, vales e auxílios pela Inflação. Após forte mobilização, o Comando Nacional dos Bancários conseguiu manter todos os direitos previstos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), que era uma das prioridades para a Campanha.

De reajuste zero, passamos à proposta atual, de reajuste de 1,5% nos salários + abono de R$ 2.000,00 para todos em 2020, que significaria reposição ou ganho em 12 meses para salários de até 11.202,80, o que representa 79,1% do total de bancários. Pela proposta, os vales e auxílios seriam reajustados pelo INPC em 2020. Para 2021, de um reajuste parcelado (70% em setembro e 30% em março de 2022), passamos ao reajuste em setembro de 100% do INPC, mais 0,5% de aumento real, tanto nos salários quanto nas demais cláusulas econômicas.

Entre a primeira proposta da Fenaban e a proposta atual, os bancários conseguiram reverter os rebaixamentos que os bancos queriam fazer na regra de PLR. A regra se manteve a mesma e os valores fixos e tetos foram atualizados. Com isso, entre a proposta inicial e a atual, a PLR média estimada a ser paga nos três maiores bancos privados teve um acréscimo de 12,2% para o piso de escriturário e 9,4% para o piso de caixa.

No que tange aos bancos públicos, a proposta final apresentada pela Caixa, também após duras negociações, garante o modelo de custeio do Saúde Caixa, com a inclusão de novos empregados; PLR e PLR Social; além de todos os direitos dos trabalhadores já previstos no Acordo Coletivo de Trabalho.

A mobilização da categoria também conseguiu reverter, após várias mesas de negociações, as tentativas do Banco do Brasil de cortar pela metade a Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR) e reduzir o ciclo avaliatório da Gestão de Desempenho Profissional (GDP).

“Considerando o delicado ambiente político e econômico do país e diante do cenário apresentado, em que os bancos de maneira intransigente tentaram retirar importantes direitos da categoria, indicamos pela aprovação tanto das propostas gerais, como das propostas específicas. As propostas finais apresentam uma conquista não só para os bancários, mas reflete a vitória de todos os trabalhadores brasileiros sobre um governo autoritário e privatista, cujas políticas beneficiam apenas o setor patronal em detrimento da classe trabalhadora. Somos uma referência em organização na luta por direitos e mais uma vez mostramos nossa força. Participe da consulta assemblear para deliberação e aprovação das propostas. É o Sindicato na luta com você!”, ressalta o presidente, Roberto Carlos Vicentim.  



Fonte: Seeb Catanduva
MAIS NOTÍCIAS
« voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 avançar »
TOPO