Banner
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 26/03/2020

Pandemia: bancários foram a primeira categoria a se mobilizar por medidas de proteção ao coronavírus


 
Os bancários - historicamente organizados nacionalmente, com uma Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) válida para todo o país e todas as empresas do setor - foram os primeiros a se mobilizar para pressionar o setor patronal a adotar medidas de proteção aos trabalhadores e clientes, em decorrência da pandemia de coronavírus (Covid-19). 

Coronavírus: Comando Nacional dos Bancários conquista garantia de empregos no Itaú e Santander

Desde 26 de fevereiro, quando o Brasil teve confirmado o primeiro caso, as entidades representativas, reunidas no Comando Nacional dos Bancários, estão em contato e realizando frequentes negociações com a Fenaban (federação dos bancos). A atuação das entidades já resultou, por exemplo, na suspensão das demissões no Santander e Itaú e em medidas para que mais bancários realizem home office, principalmente aqueles incluídos em grupos de risco. 

O presidente do Sindicato dos Bancários de Catanduva e Região, Roberto Carlos Vicentim, destaca que a força da união da categoria sempre foi um dos mais importantes fatores para a obtenção de conquistas e preservação dos direitos. Ele ressalta que, neste momento de crise, essa mesma unidade nacional deve ser valorizada e ampliada para garantir a força da categoria nas negociações com a Fenaban. 

"É primordial atravessarmos este período com união. O Sindicato está cobrando diariamente do governo, dos bancos públicos e privados e do Banco Central ações mais efetivas a fim de evitar a propagação do Coronavírus e que preservem, sobretudo, a saúde e segurança de todos. Para isso, é fundamental, ainda, que os bancários mantenham contato com o Sindicato para que possa ser cobrado dos órgãos e autoridades competentes a solução para cada um dos problemas que surgirem relacionados à pandemia. Para nós, entidades representativas, a gravidade do momento exige que a vida das pessoas esteja em primeiro lugar", acrescenta Vicentim.

“Nossa organização e unidade permitiram que a cobrança por medidas que protejam a saúde de bancários e clientes fosse rápida, unificada e contundente. Já avançamos muito desde o início da pandemia de coronavírus, mas é necessário avançar ainda mais. Nossa reivindicação é para que apenas sejam mantidos nas agências apenas atendimentos essenciais como compensação bancária, redes de cartões de crédito e débito, caixas bancários eletrônicos e outros serviços não presenciais. Temos atuado tendo como prioridade a saúde desde o início desta crise. Mais uma vez, os bancários são referência de organização e mobilização para todas as demais categorias”, acrescenta Ivone Silva, uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários. 

As negociações da categoria bancária junto à Fenaban tiveram destaque na imprensa. Confira abaixo algumas manchetes.

Folha da S.Paulo
 


R7



Rede Brasil Atual




Veja



Agora



Procure o Sindicato

O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nossos canais de comunicação.

> Está com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? CLIQUE AQUI. O Sindicato possui um canal específico de denúncias. O sigilo é garantido.

> Você também pode entrar em contato diretamente com um de nossos diretores através do (17) 3522-2409.

> Redes Sociais: nossos canais no Facebook e Instagram estão abertos, compartilhando informações do Sindicato e de interesse da sociedade sobre a pandemia.

> Quer receber notícias sobre o seu banco? Cadastre-se em nossa linha de transmissão no WhatsApp. Adicione o número (17) 99259-1987 nos seus contatos e envia uma mensagem informando seu nome, banco e cidade em que trabalha.



Fonte: Seeb SP, com edição de Seeb Catanduva
MAIS NOTÍCIAS
« voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 avançar »
TOPO