ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 16/10/2017

Sindicato dos Bancários e Câmara Municipal realizam audiência em defesa dos Bancos Públicos

A Câmara Municipal de Catanduva realizará no dia 18 de outubro, às 19h, uma audiência pública em defesa dos bancos públicos. A atividade será realizada a pedido do vereador Amarildo Davoli (PSB), atendendo solicitação do Sindicato dos Bancários de Catanduva e Região.

O objetivo é chamar a atenção da sociedade para a importância das empresas públicas na garantia e manutenção de políticas sociais nas áreas de habitação, agricultura familiar, educacional, entre outras, assim como para o risco que toda a população corre com as ameaças de desmonte promovidas pelo governo Temer às estatais, principalmente aos bancos públicos.

A audiência faz parte da campanha de mobilização em defesa da soberania nacional brasileira. Além da audiência, a luta também está nas ruas, com ações do Sindicato como panfletagem em locais públicos e reuniões em unidades bancárias lotadas na base territorial da entidade. Também estão sendo realizadas coletas de assinaturas para o abaixo-assinado da “Campanha Pela Anulação da Reforma Trabalhista”, realizada em todo o país. O objetivo é chegar a 1,3 milhão de assinaturas para um Projeto de Lei de Iniciativa Popular que propõe a revogação da nova legislação que destrói direitos dos trabalhadores.

O desmonte das empresas públicas e das leis que protegem a classe trabalhadora fazem parte da agenda do governo, que visa beneficiar grandes empresários e os bancos privados, justamente os principais financiadores do golpe.

O secretário geral do Sindicato Júlio César Trigo alerta para a precarização promovida pelo governo dos serviços ofertados pelos bancos federais por meio de reestruturações, fechamento de agências e demissões com o intuito de privatizá-los.

“Na medida em que o serviço é precarizado, se justifica para a população a privatização dessas instituições. Sabemos o quanto representam como fomentadoras do desenvolvimento ao país. Daí a importância de toda a população estar unida no combate ao desmonte dos bancos públicos. Defender a CAIXA e o Banco do Brasil é defender o interesse de todos os brasileiros”, ressalta o dirigente sindical.

Bancos Públicos - O Banco do Brasil, por exemplo, já foi forçado a eliminar 10 mil postos de trabalho e fechar 400 agências. A Caixa Federal, por sua vez, cortou 4,7 mil vagas de emprego e quer fechar outras 5 mil apenas neste ano. Todos esses ataques contribuem para o desmantelamento do papel social dessas empresas, uma vez que o BB é o grande responsável pelos investimentos na agricultura e, a Caixa, na habitação.




Fonte: Seeb Catanduva
MAIS NOTÍCIAS
« voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 avançar »
TOPO